Filantropia

Jesus deu o exemplo de filantropia numa época em que não havia infraestrutura

"Ora, aquele que dá semente ao que semeia e pão para alimento também suprirá e aumentará a vossa sementeira e multiplicará os frutos da vossa justiça" - (2 Co 9.10)
A palavra filantropia significa "humanitário, amigo da humanidade", do grego filos, "amigo" e anthropos, "homem". O assunto vem desde Moisés e é o espírito de toda a Bíblia. Jesus deu o exemplo de filantropia numa época em que não havia infraestrutura e nem organização externa. Quando falamos de trabalhos sociais e filantrópicos queremos mostrar as várias maneiras que a Igreja usa para socorrer os pobres nas suas necessidades. Como o pecado é a consequência primária dessa miséria, enquanto mundo for mundo essas coisas estarão presentes.

O cristão generoso está sempre disposto a compartilhar de seus bens para ajudar os outros. Os judeus sempre viam a prática de dar esmolas como muito respeito e seriedade. Isso passou para o cristianismo. O apóstolo apresenta o assunto, ocupando dois capítulos inteiros, 2 Coríntios 8 e 9, provando e justificando, à luz das Escrituras Sagradas, a bênção dos que são generosos para com os menos favorecidos da sociedade.

Ora, se os que não têm esperança estão sempre dispostos a ajudar a seu próximo por que não nós que somos filhos da luz? O cristão tem inclinação para ajudar os pobres e necessitados, porque somos "participantes da natureza divina" (2 Pe 1.4).